Central de Agendamento: 11 2410-1400 Ouvidoria: 11 4414-6006         Imprensa



Outubro Rosa

Publicado em 10/10/2013
Imagem do Artigo Outubro Rosa

O câncer de Mama caracteriza-se pela multiplicação descontrolada das células da mama, órgão que exalta a sensualidade feminina  e transcende com a Maternidade e Lactação – Ato de Amor.

Trata- se da principal neoplasia feminina, e no ano de 2012 aproximadamente Dr Fábio Madruga - Mastologista do HNA 52.680 novos casos foram diagnosticados, a maioria em estágio avançado, consequência  de um sistema público de saúde incapaz de oferecer mamografia e um tratamento precoce a grande parcela da população e também a uma total falta de informação.
Esse difícil quadro ainda piora diante da mudança de hábito de nossa sociedade onde as mulheres engravidam  mais tarde, não amamentam devido inúmeras outras obrigações, prejudicando dessa forma o completo amadurecimento do tecido mamário que diminuiria em muito seu risco de desenvolver a neoplasia.

De acordo com o Dr Fábio Madruga, Mastologista do Hospital Novo Atibaia, "Nesse cenário, o Outubro Rosa chega para, despertar e preparar para a luta contra o Câncer de Mama com a nossa principal ARMA a INFORMAÇÃO IRRESTRITA, desde a infância à senilidade (processo de envelhecimento), combatendo o sedentarismo e a obesidade, pois as células tumorais apresentam grande afinidade pelo tecido gorduroso, fonte dos hormônios que podem alimentar um tumor em desenvolvimento. Paralelamente incentivando a atividade física diária e a aquisição de hábitos alimentares saudáveis (dieta balanceada e rica em verduras, frutas, legumes e fibras que impedem a absorção de gorduras)".

Além dessas medidas, é importante afirmar que o câncer de mama tem a sua origem numa alteração genética, no entanto não se trata exclusivamente de uma doença hereditária pois a maioria dos casos não apresentam um antecedente familiar, portanto atenção a TODAS as MULHERES, que deverão realizar mamografia anualmente a partir dos 40 anos, auto exame mensal das mamas e consulta a um mastologista (é o especialista que previne, diagnostica e trata as doenças da mama), ou na falta desse especialista, um ginecologista que possa realizar o exame clinico das mamas anualmente, formulando uma hipótese diagnostica e diante de qualquer alteração , possibilitará  um tratamento conservador não mutilante , com possibilidade de reconstrução imediata, permitindo segurança oncológica aliada a estética , fundamental para auto estima da mulher fundamental  para o sucesso do tratamento.

A  INFORMAÇÂO correta e precisa acalma, fortalece, quebrando tabus e crenças, entre as quais:
* "o câncer de mama não tem cura"
* "não vou examinar minhas mamas pois tenho medo de encontrar um tumor e ter que retira-la"
* "não faço auto exame pois se descobrir algo terei que fazer quimioterapia ...."

E conclui dizendo que "O Câncer de Mama está aumentando ano após ano, sobretudo em países desenvolvidos, talvez pelo forte impacto do stress urbano das grandes metrópoles, conservantes, agrotóxicos , sedentarismo, obesidade, cigarro, terapia hormonal ....  é preciso um diagnóstico precoce através da mamografia  para um tratamento efetivo, seguro e estético, com possibilidades altíssimas de cura (até 95%). Dessa forma temos 2 opções, enfrentá-lo com TODAS as armas que possuímos, ou aceitarmos o crescimento da doença".